Os benefícios do jiló para a saúde bucal

Não é todo mundo que é fã do seu sabor amargo. Porém, o jiló possui uma série de benefícios para a saúde. Rico em vitaminas do complexo B, A e C, o jiló contém fósforo, cálcio, ferro, potássio e fibras o que transforma esse fruto (sim, ele não é um legume!) em um alimento poderoso! Além de prevenir o colesterol, ajudar no emagrecimento e combater a anemia, os benefícios do jiló para a saúde bucal comprovam que vale a pena incluir um sabor mais amarguinho na dieta, sem esquecer de contar com um bom plano odontológico! Confira!

Jiló faz bem para o coração e ajuda a emagrecer

Se existe um fruto que é aliado do coração é o jiló! Como ele é rico em vitamina B1 e potássio, ele auxilia na regulação da pressão sanguínea e ajuda no correto funcionamento do coração. Outra vantagem é que ele também oferece proteção para as artérias. Rico em flavonoides, o jiló impede o acúmulo do colesterol nos vasos sanguíneos.

Para quem está acima do peso e lutando para emagrecer, o jiló também é uma boa pedida. Como é rico em água, ele ajuda a promover a saciedade e porque tem muitas fibras, auxilia no controle da absorção de açúcar pelo sangue.

Jiló: Mais saúde bucal, mais ferro e menos anemia

Para quem sofre de anemia, incluir jiló na dieta também é uma boa pedida. Como é rico em ferro, o jiló pode ser uma excelente opção, especialmente para os vegetarianos e veganos.

Benefícios do jiló para a saúde bucal

Por ser amargo, o jiló estimula a salivação o que ajuda no controle do mau hálito. E, como tem propriedades bactericidas, auxilia na limpeza bucal.

Para quem sofre com o mau hálito, no entanto, não basta apenas incluir o jiló na dieta. É preciso visitar o dentista e checar as razões. O mau hálito, de modo geral, está ligado à uma série de problemas bucais.

Quem tem cáries, gengivite ou xerostomia, que é a pouca produção de saliva, podem ter mau hálito. Nesses casos, é preciso tratar a causa, para então solucionar o problema.

[Saiba mais sobre a escassez de saliva e como eliminar os efeitos negativos da xerostomia?]

Jiló sim, saúde bucal em dia também!

O grande segredo de ter um hálito fresquinho é uma boa higiene bucal. A dieta pode sim influenciar. Mas, de nada adianta se alimentar bem, se a escovação não for feita da forma adequada e o uso do fio dental ficar sempre para depois! Para saber mais sobre uma boa higiene bucal leia aqui.

É essencial escovar os dentes com movimentos no sentido da gengiva para baixo, usando uma escova sempre macia. Não é necessário colocar muito creme dental. Quando se trata de escovação, menos é mais. O fio dental deve ser utilizado pelo menos uma vez ao dia, preferencialmente antes de dormir.

Para quem deseja a sensação de refrescância por mais tempo, o uso de enxaguante bucal também é recomendado. Prefira os que não possuem álcool na composição, que é menos danoso aos tecidos da boca.

Para quem quer incluir o jiló na dieta e se beneficiar de suas propriedades não precisa sofrer com o amargor. Transformá-lo em farinha é a dica de muitos nutricionistas para ter mais jiló e menos cara feia durante as refeições!

Por fim, é importante destacar que para sentir os benefícios do jiló para a saúde bucal e para a própria saúde é preciso incluí-lo de forma regular nas refeições. Pelo menos duas vezes por semana é o ideal, segundo nutricionistas.

Você já conhecia os benefícios do jiló para a saúde bucal? Quer saber mais sobre as causas do mau hálito? Clique e confira aqui.