Ir ao dentista durante gravidez: mitos e verdades

Depois de receber o resultado positivo da gravidez, muitas mulheres têm dúvidas. Posso tomar determinados medicamentos? Quais alimentos devo evitar? E ir ao dentista durante a gravidez, pode?

No que se refere às visitas ao dentista, é comum escutar muitos mitos. Sim, grávidas devem visitar o dentista regulamente e muitos procedimentos realizados no consultório não representam qualquer risco ao bebê.

Se você está grávida e anda evitando marcar aquela consulta, vale a pena conferir quais são os mitos e verdades sobre ir ao dentista durante a gravidez!

Grávidas não podem ir ao dentista: mito

Uma boa saúde bucal é essencial para uma gestação tranquila. Por isso, ir ao dentista durante a gravidez deve fazer parte da rotina das gestantes. O ideal, no entanto, é marcar consultas entre o quarto e o sexto mês de gravidez, quando as náuseas, fadiga e demais sintomas da gestação já se amenizaram.

É recomendado para as gestantes que compareçam ao dentista pelo menos uma vez a cada trimestre. Durante a gravidez, é comum o aparecimento de algumas doenças bucais, como veremos, por isso, não deixe de visitar o dentista regularmente.

Ir ao dentista durante a gravidez em determinadas fases não é o ideal para a realização de certos tratamentos: verdade

Caso exista a necessidade de realizar qualquer tratamento dental, o ideal é fazê-lo até o segundo trimestre da gestação, por ser uma fase mais confortável para a mulher. No primeiro trimestre, o feto ainda está em formação. Por isso, durante essa fase alguns medicamentos devem ser evitados. Nesse período por conta das náuseas também é comum que as grávidas fiquem mais indispostas.

Grávidas com doença periodontal têm mais chances de ter bebês prematuros: verdade

Estudos apontam que grávidas com doença periodontal apresentam 37% mais chances de terem bebês prematuros. Muitos especialistas acreditam que, quando a inflamação das gengivas atinge níveis mais profundos, isso acaba sendo uma espécie de gatilho para o corpo da mulher favorecendo a dilatação e a contração do útero.

Grávidas podem transmitir mais bactérias e gerar cáries ao bebê: verdade

Muitas mães não sabem, mas após o nascimento o bebê pode ser contaminado pelas bactérias presentes na boca da mãe, favorecendo assim o aparecimento de cáries logo durante o período de erupção dos primeiros dentes. Cuidar da saúde bucal antes, durante e após a gestação é essencial para evitar esse tipo de problema.

Gravidez é a causa de diversas doenças bucais: mito

A gravidez em si não causa qualquer doença bucal. O que ocorre é que, durante a gestação, mudanças hormonais, alterações na alimentação e até mudança nos hábitos de higiene favorecem o acúmulo da placa bacteriana, que pode gerar doenças como cáries, gengivite e até a doença periodontal.

Algumas grávidas no início da gestação apresentam náuseas com determinados cremes dentais. Nesses casos, o ideal é conversar com o seu dentista e procurar alternativas para manter a higiene bucal em dia, sem o desconforto dos enjoos.

Grávidas têm maiores chances de ter cáries e gengivite: verdade

Durante a gravidez, como explicamos, as alterações hormonais são comuns e podem contribuir para o aumento da placa bacteriana. Como consequência, muitas grávidas apresentam cáries e quadros de gengivite. Para evitar que esses problemas se agravem, mais um motivo para visitar o dentista durante a gravidez, além de claro, manter a higiene bucal em dia!

[Descubra como a alimentação pode ser uma aliada da sua saúde bucal! Clique aqui e saiba mais!]

Grávidas não podem realizar procedimentos invasivos: mito

Grávidas podem realizar uma série de procedimentos curativos e restauradores durante a gravidez, inclusive fazendo o uso de anestésicos e também de radiografia. Obviamente, uma série de cuidados devem ser tomados e esses procedimentos são realizados apenas a necessidade for iminente e de preferência no segundo trimestre da gestação.

No caso de Raio-X é essencial usar a proteção com o avental de chumbo, bem como, ter um controle adequado do tempo de exposição à radiação. Da mesma maneira, no caso de anestesia, já existem medicamentos seguros que podem ser utilizados mesmo durante essa fase.

Grávidas não devem realizar tratamentos odontológicos estéticos: verdade

Tratamentos estéticos e ortodônticos devem ser evitados durante a gravidez. Nenhum procedimento que conte com urgência, risco de agravamento ou infecção deve ser realizado durante esse período, ou deve ser adiado para depois do período gestacional.

Grávidas não podem usar produtos com flúor: mito

Grávidas não devem tomar qualquer suplemento que contenha flúor, ou ainda, fazer o uso de medicamentos contendo fluoretos. Fora isso, a aplicação tópica, como o uso de creme dental e enxaguante bucal com flúor podem ser feitos normalmente.

O flúor pode prejudicar o desenvolvimento do bebê e por isso não deve ser ingerido de nenhuma forma por gestantes.

Ir ao dentista durante a gravidez não é apenas recomendado, como também necessário. Agende sua consulta e não se deixe levar mais pelos mitos que envolvem essa questão!

Gostou de saber mais sobre ir ao dentista durante a gravidez? Confira também tudo sobre as cáries e como evitá-las. Clique aqui e saiba mais!