Emergências bucais: saiba o que fazer!

Quebrou um dente, deslocou a mandíbula, ou ainda, fraturou o maxilar? Ninguém está livre de uma emergência bucal, não é mesmo? Em momentos como estes, o melhor a se fazer é manter a calma em primeiro lugar. Por mais que a situação pareça grave, se desesperar ou tomar qualquer atitude precipitada pode só piorar. Portanto, respire fundo e em seguida procure a ajuda profissional.

Dependendo da emergência bucal, também é importante tomar algumas medidas antes de se dirigir ao consultório do dentista ou ao pronto-socorro. Confira!

Meu dente caiu, socorro!

Alguns acidentes envolvendo pancadas muito fortes podem levar ao amolecimento das raízes e, consequentemente, a queda dos dentes. Caso isso aconteça, o paciente deve recuperar o dente caído, limpá-lo suavemente e colocar imediatamente o dente em um recipiente com soro fisiológico ou leite. Nada de usar pano, escova, detergente ou pasta de dente. Só é preciso remover a poeira do chão e colocá-lo nos líquidos indicados. Tanto o soro fisiológico quanto o leite ajudam a manter as células das raízes vivas, facilitando assim o implante. Feitosse procedimento, o paciente deve se dirigir ao dentista ou ao pronto-socorro imediatamente.

Meu dente quebrou, e agora?

No caso de fratura do dente, o procedimento é o mesmo das situações de queda. Assim, o paciente também deve pegar a parte quebrada do dente, limpá-la suavemente e colocá-la em um recipiente com soro fisiológico ou leite. O ideal é utilizar a parte quebrada para fazer a reconstituição do dente. No entanto, caso isso não seja possível, o paciente pode recorrer as restaurações que recuperam tanto a estética quanto a funcionalidade do dente.

Sempre que existir a quebra de um dente, é essencial verificar se a polpa não foi afetada. Em alguns casos é necessário tratar o canal antes de promover a restauração.

Caiu minha obturação, o que faço?

Para situações como esta, recomenda-se que o paciente pegue o preenchimento e busque o seu dentista o quanto antes. Nesses casos, o pronto-socorro tem pouco a contribuir para solucionar a questão. O ideal é buscar seu dentista para que ele faça a colagem ou uma nova obturação se for o caso.

Deslocamento de mandíbula, como proceder?

Caso o paciente tenha a mandíbula deslocada ou mesmo quebrada, o melhor procedimento é buscar o pronto-socorro. De forma alguma tente colocar o osso no lugar. Isso pode piorar a situação. Em casos como este, no próprio pronto-socorro serão realizados procedimentos como radiografias e tomografias para avaliar o melhor a ser feito. Em alguns casos, procedimentos cirúrgicos podem ser necessários.

Inchaço nas gengivas ou bochechas

O inchaço tanto nas gengivas quanto nas bochechas pode ter inúmeras causas. Inflamação da polpa do dente, ossos ou gengiva podem ser alguns dos motivos. Porém doenças como a caxumba, por exemplo, também podem apresentar esse sintoma. Caso o paciente se depare com essa situação, o melhor procedimento é buscar o dentista para descobrir a causa do inchaço. Em hipótese alguma aplique somente gelo ou se automedique. É essencial descobrir a origem do problema, para então tomar as medidas adequadas.

Cortes e sangramentos

Sempre que o paciente se deparar com cortes e sangramentos, o ideal é controlar o sangramento antes de buscar ajuda. Isso pode ser feito com uma gaze comprimindo o local, ou mesmo, uma bolsa com gelo. Dependendo do tamanho do corte é preciso suturar, ou seja, dar ponto. Porém, somente um dentista poderá avaliar o caso e as medidas necessárias.

Objetos presos na boca

Caso o paciente tenha qualquer objeto que tenha perfurado a boca, o ideal é levá-lo ao pronto-socorro sem tentar removê-lo. Em alguns casos, a remoção pode causar ainda mais danos, isso sem mencionar a dor e o aumento do sangramento. Se, por qualquer motivo, o paciente tenha algum objeto perfurando a boca, trate de buscar o serviço de emergência o quanto antes.

Automedicação e cuidados no pronto-socorro

Realizar a automedicação em uma emergência pode agravar ainda mais o caso. Por isso, de forma alguma utilize qualquer remédio ou medida que não seja orientada pelo dentista. Os primeiros-socorros em emergências bucais tem como principal objetivo evitar que o problema se agrave.

Ao ser atendido no pronto-socorro é fundamental que o paciente tenha todo o atendimento e os exames realizados devidamente documentado. Esse material é essencial para que o dentista responsável tome as medidas relacionadas ao tratamento pós-emergência, caso sejam necessárias.Gostou dessas dicas? Perdeu um dente e agora precisa de um implante dentário? Confira quais são os riscos! Clique aqui e saiba mais!