Diastema: imperfeição ou charme?

Muito provavelmente você já deve ter visto alguém que possui um espaçamento entre os dentes. O diastema, como é tecnicamente chamado pelos dentistas, é esse espaço que surge entre dois ou mais dentes. Em geral, ele é notado quando ocorre entre os incisivos centrais superiores e é bem comum entre as crianças, por conta da queda dos dentes de leite.

Celebridades como Madonna e Brigitte Bardot deram fama aos diastemas e colocaram em xeque se os tais “dentes separados” são mesmo uma imperfeição ou apenas puro charme.

Entre os pacientes a questão é polêmica, afinal, há quem goste e quem não goste. No entanto, o que pensam os dentistas? O diastema é mesmo um problema odontológico que deve ser corrigido? Para saber mais, não deixe de conferir!

Diastema: o que causa?

Existem diversos fatores que causam o diastema. Segundo os dentistas, ele é comum quando o paciente apresente algum tipo de anormalidade no freio labial superior, ou seja, no tecido que vai do lábio à gengiva justamente onde se encontram os dentes frontais superiores.

Outro motivo que causa o diastema é quando algum dente não nasceu afetando a ordenação dos demais dentes na arcada. Dentes supranumerários, ou seja, dentes a mais na cavidade oral também são outro fator para o surgimento do diastema.

Por fim, a diferença no tamanho entre os dentes, problemas oclusais e até a pressão da língua entre os dentes também podem causar diastema.

Problema, imperfeição ou charme?

Para a maioria dos dentistas o diastema é visto apenas como uma questão estética, já que prejudica a harmonia do sorriso. No entanto, em alguns casos ele também é um problema funcional que pode ocasionar o desalinhamento de outros dentes e prejudicar a oclusão.

Em casos de freio labial anormal ou dentes supranumerários, costuma-se indicar a correção da origem do problema. Quando a questão é puramente estética, no entanto, o paciente pode optar ou não pelo tratamento.

Para quem possui diastema, a dica é: mesmo que você considere o espaçamento entre os seus dentes algo charmoso, é preciso investigar a origem e ver se é o caso ou não de corrigi-lo.

Como corrigir o diastema?

Em geral, é recomendado que o paciente use um aparelho ortodôntico para fazer o fechamento dos espaçamentos. No entanto, dependendo do caso, as facetas de cerâmica ou as restaurações de resina também podem ser uma boa opção.

No caso de crianças, costuma-se observar o crescimento e a acomodação dos dentes permanentes na arcada. Em alguns casos, o diastema corrige-se naturalmente e não é preciso adotar nenhum tipo de tratamento.

É fundamental realizar uma consulta com seu dentista para que ele analise o que é melhor para o seu caso. Caso você considere que aquele espaçamento entre seus dentes é a sua marca registrada, o dentista irá te deixar mais seguro, mostrando que não é preciso adotar nenhum tipo de correção.

Entre os famosos…

Sim, celebridades como Madonna, Brigitte Bardot e muitas modelos como Georgia May Jagger deram fama aos diastemas. Porém, isso não significa que os espaços entre os dentes sejam sinônimo de charme mesmo para quem atua com profissões ligadas à aparência. Muitos atores e modelos recebem solicitações de agências e produtoras para que o problema seja corrigido.

Para quem a estética é uma questão de oportunidades de trabalho, corrigir um diastema não significa necessariamente um problema. Com a evolução dos aparelhos ortodônticos estéticos e as facetas de porcelana, ficou mais fácil corrigir o problema sem precisar de um aparelho fixo tradicional.

O ideal é sempre buscar um profissional e entender a origem do diastema, para saber se ele pode prejudicar as funções da boca e se transformar em um problema. Independentemente do charme ou não, é fundamental priorizar a saúde e o suporte profissional.

Gostou de saber mais sobre o diastema? Confira também se você é um forte candidato (a) a usar aparelho ortodôntico. Clique aqui e saiba mais!