Uma simples palavra como “cirurgia” pode transformar um procedimento odontológico simples em um bicho de sete cabeças para muitos pacientes. É o caso, por exemplo, do implante dentário, um tratamento relativamente indolor que costuma causar medo em muitas pessoas.

Para desfazer esse mito, no entanto, preparamos esse post para explicar como funciona o implante dentário e porque o paciente não tem motivos para temê-lo! Continue acompanhando para saber mais e quem sabe, depois desse post, você não encontra os motivos necessários para enfrentar o medo e conquistar o sorriso que tanto você deseja?

Vou fazer um implante, e agora?

A realização de um implante dentário nada mais é do que a colocação de um pino de titânio no tecido ósseo para que depois seja instalada a prótese, que substituirá o dente perdido. Para a realização do procedimento, que em geral é feito no próprio consultório, o dentista realiza uma anestesia local para depois inserir o pino no maxilar ou na mandíbula, dependendo se a perda foi na arcada inferior ou superior.

Como boa parte dessa cirurgia é feita no tecido ósseo, que é pouco enervado, o procedimento é basicamente indolor e o pós-operatório bastante tranquilo.

É comum que se receite alguns analgésicos e anti-inflamatórios após o procedimento, com o objetivo de eliminar os incômodos da intervenção. Porém, não se assuste. Quando comparados à outros procedimentos, como a extração do dente, por exemplo, o implante é bastante tranquilo.

E a rejeição?  

Outro fator que costuma apavorar os pacientes diz respeito à rejeição. Como existe a instalação de um corpo estranho na boca, muitos imaginam que pode haver rejeição e, consequentemente, complicações no pós-operatório. Porém, o pino a ser implantado é feito de titânio, um material biocompatível que se integra totalmente ao tecido ósseo sem gerar reações adversas.

Após a instalação do pino, quando o tecido ósseo ainda não é suficiente para fixar o implante, o paciente passa por um período de espera até que a estrutura do implante seja totalmente adaptada e integrada ao osso.

Qual o tempo de realização do procedimento?

Muitos pacientes também têm receio de que o procedimento seja muito demorado e traumático. Dependendo do número de dentes, em torno de uma hora e meia, a instalação do implante pode ser finalizada. Tudo dependerá muito do caso concreto, de quanto tempo o dente foi perdido e da avaliação da saúde bucal do paciente, que não deve estar comprometida.

Ao fazer a avaliação para a realização do implante, o paciente já pode ter a ideia do tempo de realização do tratamento.

E o custo, dá medo?

Outro fator que costuma assombrar os pacientes diz respeito ao custo de tratamento. Isto depende bastante da região onde a clínica está instalada, da formação do dentista e do caso específico do paciente. O preço do implante varia bastante. No entanto, é preciso destacar que cada vez mais, esse tratamento vem se tornando acessível, principalmente em razão do desenvolvimento e da evolução dos materiais nacionais.

Tem dúvidas sobre o implante dentário? Quer saber mais sobre os custos? Então não deixe de incluir seus comentários abaixo. A DentalPrev conta com planos que podem ajudá-lo a conquistar um sorriso bonito e saudável com uma equipe de profissionais altamente qualificados em odontologia.