Quais são os tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir?

Muita gente acredita que o torna um plano odontológico mais atrativo do que o outro é a cobertura oferecida. Essa ideia não é de todo equivocada. Porém, o que muita gente não sabe é que todo plano conta com alguns tratamentos odontológicos obrigatórios.

A Agência Nacional de Saúde (ANS) possui uma lista contendo o rol mínimo de tratamentos que um plano odontológico deve atender. E, para saber quais são esses tratamentos, não deixe de conferir!

Tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir

Como explicamos, a ANS dispõe de uma lista de todos os tratamentos que devem ser cobertos minimamente por qualquer plano odontológico. Abaixo, vamos listar alguns.

Procedimentos de diagnóstico

Todo plano odontológico deve cobrir tanto a consulta inicial quanto o exame histopatológico.

A consulta inicial é o primeiro contato do paciente com o dentista. Nela, o dentista vai conversar com o paciente, examiná-lo, identificar seu problema e fazer um prognóstico e plano de tratamento.

O exame histopatológico, por sua vez, é um exame onde é feita uma pequena biópsia, com o objetivo de identificar qualquer inflamação, infecção ou outras patologias.

Procedimentos de urgência e emergência

Os planos odontológicos também devem cobrir procedimentos considerados de emergência ou urgência. Curativos, sutura, imobilização, colagem de fragmentos, drenagem de abscesso, implante de dente, entre outros, devem ser cobertos por todos os planos odontológicos.

Radiologia

Exames radiológicos também fazem parte dos tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir. Radiografia periapical, bite-wing e oclusão são obrigatórias.

Prevenção e saúde bucal

Atividades voltadas à educação do paciente, aplicação de selantes, aplicação de flúor, evidenciação da placa bacteriana e o polimento coronário também são tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir.

Tratamentos de dentística

Tratamentos como a aplicação de medicamentos que visam impedir o desenvolvimento da cárie, remoção do tecido cariado e colocação da obturação, restauração dos dentes, ajuste oclusal e reconstrução de dentes que foram comprometidos pelas cáries também são tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir.

Periodontia

A saúde das gengivas também é garantida por qualquer plano odontológico. Tratamentos como raspagens, imobilização dentária temporária ou permanente, gengivectomia e algumas intervenções cirúrgicas também são obrigatórias.

Endodontia

Muita gente acaba adiando o tratamento de canal por conta da dor e do preço. Porém, muita gente não sabe que esse tipo de tratamento, juntamente com outros da endodontia também fazem parte do rol de tratamentos obrigatórios que todo plano odontológico deve ter.

Cirurgias

Por fim, a lista da ANS também prevê alguns procedimentos cirúrgicos que são obrigatórios. A retirada de dentes como o siso, por exemplo, é uma desses procedimentos.

Escolhendo o melhor plano odontológico

Agora que você já sabe quais são os tratamentos que são obrigatórios para todo plano de saúde, vale também conferir algumas dicas para escolher o melhor plano para você.

Já falamos sobre elas com mais detalhes aqui, porém, apenas para relembrar, aí vão alguns pontos que não devem ficar de fora da sua análise.

Mais do que a cobertura do plano, também é importante conferir a rede credenciada. Saber se o seu plano conta com uma boa rede de profissionais, clínicas e laboratórios é um ponto que merece atenção. Também não deixe de avaliar a amplitude da cobertura. Nem sempre um plano que cobre todo território nacional, por exemplo, é interessante.

Por fim, a carência também deve ser um ponto a ser analisado. Nem todos os planos oferecem períodos de carência curtos. Logo, vale analisar de acordo com a sua necessidade.

Gostou dessas dicas? Então, não deixe de conferir também esses 4 motivos para investir em um plano odontológico! Clique aqui e saiba mais!