Clareamento Dental

O sorriso é o seu verdadeiro cartão de visitas. Por isso, cuidar não apenas da higiene bucal, mas também da estética é um ótimo investimento para a sua autoestima e bem estar. Hoje um dos tratamentos estéticos mais procurados nos consultórios é o clareamento dental e muitos pacientes têm dúvidas sobre os resultados desse tipo de tratamento e se o custo benefício é realmente compensador.

Clareamento dental de consultório

O gel clareador de alta concentração é aplicado de uma a duas vezes na mesma sessão. O LED é usado para intensificar ainda mais o processo de clarear dentes. Diferente do que muitos pensam, o paciente não sente nenhuma dor durante o procedimento. Algumas pessoas alegam apenas um aumento da sensibilidade. Os resultados são nítidos desde a primeira sessão, mas para apresentar um melhor resultado, combinamos com a técnica de clareamento dental caseiro.

Agende uma consulta

Clareamento dental caseiro

Embora pareça que pode ser todo feito em casa, esse tipo de clareamento dental precisa de supervisão profissional. Para começar, uma moldeira de silicone é projetada especialmente para cada paciente. Depois, o dentista fornece o gel clareador ideal para que o paciente aplique na moldeira e consiga clarear os dentes de forma segura, em casa. Esse método, aliado a técnica de consultório, apresenta ótimos resultados em menor tempo.

Tire dúvidas com um dentista
“A profissional (Dra. Gabriela Zimermann) é excelente!!!”
Odila Maria
“Nada a reclamar. O atendimento sempre foi muito bom, mesmo quando tive que trocar de profissional por ela não estar mais na clínica.”
Wanderson Botti
“A Dra. Gabriela é sempre muito prestativa e carinhosa com os pacientes, quanto a clínica é um ambiente agradável e muito limpo.”
Elizete dos Passos

Tire suas dúvidas

Em dentes vitalizados ocorre por um processo químico, em que o oxigênio livre quebra as moléculas de pigmentos do dente em moléculas menores dentro da estrutura dental (esmalte e dentina). Dessa forma, essas moléculas permitem maior reflexão de luz, e consequentemente, o dente se apresenta mais claro.
Todas técnicas são eficientes, porém a melhor será a que mais se encaix ar ao seu perfil e necessidades. Possui retrações gengivais ou raiz dentária exposta? A melhor opção é o Clareamento de Consultório, onde o cirurgião dentista protegerá a ação, diminuindo a sensibilidade pós-tratamento. Tem tempo, e não se incomoda com o uso de moldeiras? O Clareamento Caseiro Supervisionado é para você! Usando agente clareador de baixa concentração, tem resultado mais estável, com menor sensibilidade. Quer rapidez? A melhor opção é o clareamento de consultório, que utilizar agente clareador de alta concentração (mais rápido).
Não, na maioria das vezes. Alguns pacientes podem apresentar uma ligeira sensibilidade nas gengivas quando usado o gel em maior concentração.
Mito! Há uma infinidade de artigos cien tíficos provando que não há enfraquecimento do esmalte e da dentina do dente.
Não, os produtos não alteram a cor dos materiais restauradores, apenas a dos dentes. Por isso, é indicado substitui-lás após o clareamento.
A partir dos 15 anos é aceitável, sem limite de idade.
– Não fume;
– Não tome café, vinho tinto, suco de uva, chás escuros e refrigerantes à base de cola;
– Não bocheche com soluções coloridas à base de álcool e clorexidina;
– Não ingira alimentos com pigmentos fortes como açaí, molho de tomate, beterraba, entre outros;
– Informe o dentista caso haja sensibilidade dental ou gengival.
Após o quarto ou quinto dia de uso da moldeira + gel, pode ocorrer uma sensibilização dos dentes com frio, porém este incômodo passa com o
tempo, são raros os casos de dor. A técnica de clareamento em consultório, com LED, pode gerar maior sensibilidade, pois são utilizados géis em
concentrações maiores, de 35 a 40%.
Depende, exclusivamente, de seus hábitos alimentares, de higiene e da frequencia de idas ao consultório.
Em pacientes fumantes, que tomam muito café, refrigerantes à base de cola, chás escuros, vinho tinto, açaí, o clareamento dental dura menos,
tendo que ser repetido uma vez por ano. Já em pacientes que não têm esses hábitos, o tratamento pode ser repetido a cada dois ou três anos.
Recomenda-se um intervalo de, no mínimo, um ano e meio a dois anos pra o próximo clareamento.
Dentes com restaurações e com endodontia não irão sofrer a ação do clareamento, bem como próteses e implantes. Pessoas com hipersensibilidade dentinária, que fizeram quimioterapia e radioterapia há pouco tempo, e pessoas com menos de 16 anos e grávidas não estão indicadas a fazer uso do clareamento. Outros fatores que interferem no tratamento são dentes que sofreram alteração durante sua fase de formação, como uso de tetraciclina, hipoplasia dentinária e fluorose dentária.
O dente é um elemento policromático, sua cor é determinada pela dentina, que é amarela. Enquanto que o esmalte dental é translúcido. Quanto mais fino for o esmalte, mais amarelo fica o dente. Dessa forma, quanto mais mineralizado for o esmalte, mais claro ficará. A cor do dente não altera com o processo de clareamento, somente saturação desta cor, ou seja, há dentes que não alteram muito o grau de saturação. Por isso, esteja ciente da possibilidade de seu sorriso não ficar como o esperado.
O clareamento dental caseiro é feito através de uma moldeira, em que o gel é aplicado, no período mínimo de 4 horas diárias. Já o clareamento de consultório é feito com um laser sobre os dentes, obtendo o resultado imediato. Ele libera um laser de baixa potência para minimizar a sensibilidade. O outro tipo de clareamento dental de consultório é o realizado com um gel com alta porcentagem, que é ativado sobre os dentes por meio da luz de LED, gerando maior sensibilidade. O clareamento realizado em consultório pode ser repetido de acordo com a necessidade individual de cada caso.
Para intensificar e obter um resultado mais preciso e rápido, é comum conjugar as duas técnicas. O tratamento se inicia com uma sessão em consultório e, depois, são feitas algumas aplicações da moldeira.
O paciente pode aplicar o gel em demasia, causando queimaduras, ou aplicá-lo em uma parte incorreta da placa, sem obter resultado. Outro inconveniente pode ser a aplicação sobre raízes expostas ou dentes com cárie, gerando uma pupite, sendo necessária a realização da endodontia (tratamento de canal). Utilizar por tempo excessivo pode causar reabsorção e enfraquecimento do dente. Somente o dentista está habilitado para aplicar, orientar e supervisionar o clareamento.
Agende uma consulta
Tire dúvidas com um dentista

Agende sua consulta

Contrate Agora

Até quando você vai deixar sua saúde de lado?

Não perca mais tempo, temos um plano odontológico que cabe no seu bolso.
Contrate Agora