O bruxismo é uma desordem funcional que se caracteriza pelo ranger ou apertar os dentes excessivamente durante os períodos do sono. Além de promover desconfortos como dores de cabeça, dores na musculatura da mandíbula e amolecimento dos dentes, o bruxismo pode prejudicar a estética promovendo o desgaste. Por isso são usadas placa para bruxismo.

Não se sabe ao certo os reais motivos que causam o bruxismo. No entanto, na maioria dos casos, essa disfunção está relacionada ao estresse. Por se tratar de uma disfunção que se manifesta durante o sono, o bruxismo não é facilmente identificado. Em geral, quando a pessoa procura assistência médica ou odontológica, os sintomas mais sérios já se instalaram.

O tratamento mais adequado deve envolver múltiplas áreas. Além da odontologia, a psicoterapia e a psiquiatria também podem contribuir para amenizar o quadro. A prática de esportes, meditação e relaxamento também são amplamente indicadas para aliviar o estresse e, consequentemente, o bruxismo.

Do ponto de vista odontológico, o bruxismo não tem cura. Porém, tem tratamento! As placas para bruxismo são indicadas para promover a proteção contra o desgaste, além de induzir o relaxamento da musculatura da mandíbula e aliviar as articulações. As placas de mordida podem ser confeccionadas tanto em silicone quanto em acrílico e podem ter diferentes valores dependendo do profissional e da região onde o paciente se encontra.

Por que a placa de acrílico custa mais caro?

Primeiramente, o dentista irá radiografar a boca do paciente e depois moldá-la para construir a prótese. Esta, por sua vez, poderá ser tanto de acrílico quanto de silicone. O preço médio da placa de acrílico é de R$ 500,00 enquanto a de silicone custa em média R$ 250,00.

Embora a placa de silicone seja mais barata e mais confortável para o paciente, ela costuma ser menos eficiente e por se de um material poroso, pode contribuir para o acúmulo de bactérias e prejudicar a higienização.

A placa de acrílico, por sua vez, embora mais cara, costuma ser mais efetiva e apresenta bons resultados para a maior parte dos pacientes.

Somente o uso da placa para bruxismo não resolve o problema. É preciso uma confeccção personalizada e consulta no dentista. Por isso, além do custo das placas, o paciente deve considerar o custo das consultas e da manutenção do tratamento, que consiste em uma série de desgastes na placa para que o paciente se sinta mais confortável e o tratamento seja mais efetivo.

Em média, as placas devem ser trocadas a cada seis meses e o paciente deverá higienizá-la e guardá-la adequadamente evitando a proliferação de bactérias e microorganismos.

O bruxismo, conforme explicamos é uma disfunção que não tem cura. No entanto, o uso das placas faz com que os sintomas diminuam ou até sumam para muitos casos.

Você sofre com os sintomas do bruxismo? Tem dúvidas sobre o tratamento? Então não deixe de comentar aqui sobre as suas principais questões. A DentalPrev conta com diversas soluções para quem precisa desse tipo de tratamento, além de oferecer uma rede completa de profissionais super capacitados. Ligue e confira já os planos da DentalPrev!