Conheça dez maneiras de evitar as cáries

A cárie é causada pela presença de ácidos produzidos por bactérias da boca e é um dos principais problemas no âmbito da saúde bucal. Com a ação constante desses ácidos, o esmalte dos dentes é corroído, promovendo a cavidade da cárie. Muitos são os fatores que contribuem para o seu aparecimento. Hábitos alimentares, flúor e até hereditariedade podem auxiliar no seu aparecimento. Porém, a falta de prevenção com a higiene bucal e a higiene oral inadequada são os principais motivos que facilitam o aparecimento dessa doença. Quando não tratada, a cárie pode se transformar em uma infecção de raiz, um problema mais sério onde são necessários a ida ao dentista e o tratamento de canal, cirurgia e, dependendo docaso, até a extração dos dentes. Diagnóstico da cárie Muitas vezes a cárie se desenvolve abaixo da superfície do dente e, por isso, só pode ser identificada pelo dentista. Visitas regulares a este profissional

5 dicas para estimular seu filho a escovar os dentes todos os dias

Escovar os dentes pode não ser a tarefa favorita do seu filho, mas nem por isso, você deve deixar de incentivar a escovação e os cuidados diários com a saúde bucal. Os dentes de leite necessitam de tantos cuidados quanto os permanentes. Por isso, os pais são uma peça chave na hora de estimular os pequenos que não são lá muito amigos da escova. Se seu filho faz parte deste time, separamos algumas dicas que podem ajuda-lo a fazer as pazes com a escova, garantindo assim um sorriso saudável desde pequeno. 1. Mostre a importância da escovação A melhor forma de educar é mostrando a razão e o sentido das coisas. Para gerar o estímulo inicial seu filho precisa, antes de qualquer coisa, entender a importância da escovação, bem como estar consciente dos problemas que a sua falta pode trazer. Nessas horas, nada de assustar ou criar ameaças. Esse tipo

Passo a passo para uma higiene bucal completa

          Uma boa rotina de limpeza bucal é essencial para quem quer um sorriso saudável e bonito. Cáries, gengivite, tártaro e mau hálito são problemas que podem ser evitados a partir de uma rotina de cuidados. Para quem busca dentes brancos e hálito fresco, uma boa escovação, o uso adequado do fio ou fita dental e até a higiene da língua são fundamentais. Estes procedimentos devem ser feitos após todas as refeições ou lanches. Mas será que você esta realizando essas etapas corretamente? Separamos um passo a passo para quem quer realizar uma higiene bucal completa e conquistar um belo sorriso. Primeiramente, enxague Antes mesmo de iniciar a escovação, faça um bochecho com água para eliminar os resíduos dos alimentos e ajudar na escovação. Procure a escova certa Uma escovação eficiente depende prioritariamente de uma boa escova. Por isso, procure sempre escovas ultramacias que contenham, no mínimo, cinco mil cerdas.

Dente quebrado: O que fazer no caso de acidente?

Não é de hoje que as pessoas sofrem acidentes que geram trauma dental, e se deparam com a seguinte questão, o que devo fazer com o dente quebrado? E se eu tiver que prestar o primeiro atendimento a uma pessoa, como devo proceder? O traumatismo dental tem maior incidência em crianças em idade escolar, principalmente em meninos. Porém, os acidentes que geram o trauma dental ocorrem a todo o momento, com qualquer indivíduo, independentemente da idade. Reunimos a seguir, algumas condutas que podem ser realizadas por uma pessoa comum, ao se deparar com este tipo de acidente. Primeiros socorros para dente quebrado Primeiramente, acalme o acidentado, avalie a integridade física dele, limpe as escoriações do rosto e boca com gazes ou pano limpo e úmido.  Se possível, coloque gelo sobre a região. Em um segundo momento, verifique se o dente soltou-se completamente da boca (avulsionou), intruiu (entrou completamente para dentro do osso), ou se somente

É preciso mesmo extrair o dente siso?

Apesar de todas as informações já divulgadas, muitas dúvidas ainda existem em torno dos terceiros molares, chamados também de dente siso ou dente do juízo. A pergunta mais comum feita atualmente, acreditem, não é mais quanto à cirurgia ou dor, mas sim sobre a necessidade ou não de se extrair estes dentes. Isto ocorre porque cada dentista tem uma opinião diferente sobre o assunto. No post de hoje, iremos lhe orientar quanto às corretas indicações, confira! É preciso mesmo extrair o dente siso? Não, não é. O único que poderá lhe orientar e definir se seu caso precisa mesmo de extração dos sisos é o seu dentista. O profissional irá, clinicamente e por meio de radiografias, avaliar, por exemplo, se dói, a posição do dente, se ele está presente ou não, se aquele dente siso está tendo função ou corre risco de cariar, o custo-benefício do procedimento e se lhe trará problemas futuros.

Conheças 10 hábitos aparentemente inofensivos que prejudicam sua saúde bucal.

Quem nunca abriu uma garrafa ou rasgou embalagem plástica com os dentes? Ou então roeu as unhas quando ansiosa ou ficou mastigando a tampa da caneta ou a ponta do lápis no meio da prova? É mais comum do que imaginamos, não é? Porém, estas pequenas manias, quando feitas de maneira frequente se tornam hábitos e, por mais inofensivos que pareçam, podem prejudicar nossa saúde bucal. Confira neste post, 10 hábitos que a partir de hoje, você começará a prestar mais atenção para não repeti-los. Roer unhas Essa você já sabe! Pode causar, principalmente, recessão gengival, quando a gengiva desce expondo a raiz do dente e provocando sensibilidade. Pode também contaminar com micro-organismos como vírus, bactérias ou germes, que acarretam em doenças como gripes resfriados e verminoses e sujeiras invisíveis a olho nu, que ficam embaixo da unha e são trazidos da rua para dentro da boca. Abrir garrafas, rasgar plásticos

Siso: saiba o que fazer após a extração do dente?

Em dentes com extensas cáries, grande perda óssea em volta, muito quebrados e principalmente o dente siso, quando não possível de se realizar outro tipo de tratamento e após avaliação por um cirurgião dentista, pode haver indicação de extração dentária. E aí, além da preocupação com a cirurgia em si, que é muito comum de se ter, uma segunda pergunta tem sido cada vez mais frequentemente: “Vai inchar?”. Pois bem, aqui vão algumas dicas para garantir um bom pós-operatório. Aperte o play abaixo e escute o áudio do artigo e deixe sua opinião nos comentários. Porque incha? Após a extração dentária, que é uma cirurgia que acaba por lesionar gengiva, tecido mole e osso, o corpo reage com um mecanismo de defesa no local. Células então são ativadas e um processo inflamatório se inicia, causando edema, calor e vermelhidão. Este edema (o inchaço) acontece porque o líquido das células sai dos vasos sanguíneos e deposita-se

Dente Siso: Quando devo retirar?

    Conhecido como o dente do juízo, o terceiro molar pode gerar diversos problemas se não for extraído. Os terceiros molares são os últimos dentes a surgirem em nossa boca. Em geral, eles despontam no início da idade adulta e, por isso, são popularmente conhecidos como “dentes siso”. Há quem diga que extraí-los significa “perder o juízo”. Porém, o que diversos dados e estudos demonstram é que manter os dentes do siso pode trazer diversos tipos de complicações. Por se tratar de um dente tardio, o siso pode nascer em posições bastante impróprias, podendo até ficar infiltrado no osso maxilar. Além de prejudicar os demais dentes, o siso costuma inflamar a gengiva e causar bastante dor. Quando está parcialmente erupcionado, o siso fica exposto a diversas bactérias presentes em nossa boca, o que também pode gerar cáries e infecções. Por isso, uma higienização cuidadosa é essencial para quem evita

10 coisas que você precisa saber sobre o clareamento dental

 Você tem algumas dúvidas sobre clareamento dental? Elaboramos 10 tópicos para ajudar a decidir qual o melhor método para obter um sorriso branquinho e harmonioso. Aperte o play abaixo e escute o áudio do artigo e deixe sua opinião nos comentários.     Como ocorre o clareamento dental? Em dentes vitalizados ocorre por um processo químico, em que o oxigênio livre quebra as moléculas de pigmentos do dente em moléculas menores dentro da estrutura dental (esmalte e dentina). Dessa forma, essas moléculas permitem maior reflexão de luz, e consequentemente, o dente se apresenta mais claro.     Quais são os casos que têm restrições para fazer o clareamento dental? Dentes com restaurações e com endodontia não irão sofrer a ação do clareamento, bem como próteses e implantes. Pessoas com hipersensibilidade dentinária, que fizeram quimioterapia e radioterapia há pouco tempo, e pessoas com menos de 16 anos e grávidas não estão indicadas a

Será que eu preciso usar aparelho ortodôntico?

[separator style_type=”none” top_margin=”30″ bottom_margin=”” sep_color=”” border_size=”” icon=”” icon_circle=”” icon_circle_color=”” width=”” alignment=”center” class=”” id=””][fusion_text]O uso do aparelho ortodôntico é muito importante não só para fins estéticos, mas também para a saúde e o bem-estar das pessoas. Dentes precisando de correção podem atrapalhar na alimentação, causar desconforto e até prejudicar a respiração de quem precisa de um aparelho. Mas, afinal de contas, como saber se você é uma dessas pessoas que precisa da correção ortodôntica? Temos aqui algumas dicas que podem ajudar a descobrir. Acho que eu preciso de aparelho ortodôntico Encontrar os sinais da necessidade do aparelho pode parecer fácil, mas é necessário ter atenção aos detalhes. Os casos mais comuns são percebidos na mordida. Em alguns exemplos, fica mais visível na própria estética da pessoa, como nos casos de mordida cruzada anterior, problema que faz com que os dentes frontais de baixo fiquem à frente dos de cima, tornando nítida