Novembro azul: o que é e como participar?

Segundo as estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), entre 2018 e 2019 cerca de 68.220 novos casos de câncer de próstata devem ser diagnosticados. Este tipo de câncer é comum entre homens e representa a segunda maior causa de morte. Embora os números sejam um alerta, muitos evitam de fazer os exames, que costumam ser alvo de piadas e preconceito.

Para mudar aquele papo de que “exame de toque não é coisa de macho”, surgiu o Novembro Azul. Este é um movimento dedicado a conscientizar os homens sobre a importância de cuidar da própria saúde e também prevenir este tipo de câncer.

A Dental Prev acredita que a saúde deve ser tratada de forma integral e não se restringir apenas à saúde bucal. Para dar aquela forcinha para os homens, preparamos um post exclusivo para você entender o que é o Novembro Azul e como participar! Para saber mais, não deixe de conferir!

O que é Novembro Azul?

Novembro Azul é um movimento que visa conscientizar homens do mundo inteiro sobre a importância de cuidar da própria saúde e prevenir o câncer de próstata. Também chamado de Movember, o movimento quer alertar sobre a importância do diagnóstico precoce que auxilia no tratamento e na cura da doença.

O Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003, depois que um grupo de amigos decidiu se unir e criar uma fundação para chamar a atenção para a saúde masculina. A Movember Foundation é uma associação sem fins lucrativos que busca arrecadar fundos para pesquisar e auxiliar no tratamento de doenças que acometem os homens, principalmente o câncer de próstata.

Para chamar a atenção dos homens sobre a importância de cuidar da própria saúde, a fundação começou a incentivar o uso do bigode. Aliás, o nome da fundação veio justamente daí, juntando o “moustache” (bigode em inglês) com “November” (novembro em inglês).

Além do bigode, a campanha incentiva o uso da cor azul, para chamar a atenção especialmente para o câncer de próstata. Hoje o Novembro Azul é uma campanha mundialmente reconhecida e mais de 20 países já aderiram ao movimento.

Como participar?

Para quem quer aderir ao movimento Novembro Azul, cultivar um belo bigode e usar roupas de cor azul são um pré-requisito. Também é possível contribuir financeiramente com as instituições que abraçaram a causa. Por fim, fazer os exames preventivos também é essencial, afinal, é para isso que o movimento foi criado, não é mesmo?

Para vencer o medo e também o preconceito do tal exame de toque é preciso informação! Mas, falaremos mais sobre isso adiante…

Novembro Azul no Brasil

No Brasil, o Novembro Azul foi lançado em 2008 pelo Instituto Lado a Lado pela Vida com apoio da Sociedade Brasileira de Urologia. Durante o mês de novembro a Instituição realiza ações visando a conscientização sobre a importância de realizar os exames.

A iluminação de prédios com a cor azul também faz parte das ações para chamar a atenção e criar mais conscientização sobre o tema.

Novembro Azul para vencer o preconceito

O diagnóstico precoce do câncer de próstata auxilia no tratamento e na cura da doença. Porém, ele só pode ser realizado com o temido exame de toque. Este exame, que envolve a palpação da próstata pelo reto, é alvo de muitas piadas e preconceitos. Para muitos, o ânus de um homem jamais deve ser tocado ou penetrado, ainda que se trate de um exame!

O Novembro Azul serve justamente para quebrar esse mito e mostrar que cuidar da saúde também é coisa de macho! Ele serve para compartilhar informações, quebrar tabus e eliminar uma série de preconceitos. Infelizmente, poucos homens conversam e se informam sobre a saúde de forma séria. E, o Novembro Azul serve justamente para terminar com isso, informando de forma bem humorada sobre a saúde masculina.

O Ministério da Saúde adverte…

Embora o Novembro Azul seja um movimento mundial com grande aceitação, o Ministério da Saúde o vê com ressalvas. Isso porque, para o órgão, o excesso de prevenção nem sempre é positivo. Existem muitos casos de tumores que não iriam se desenvolver, mas como aparecem no diagnóstico, são tratados como malignos fazendo muitas vezes o paciente sofrer desnecessariamente.

Mesmo incentivando que os homens cuidem da saúde, para o Ministério nem sempre o diagnóstico precoce é algo positivo, justamente pela incerteza do comportamento do tumor.

Para a maioria dos médicos é essencial que homens com mais de 45 anos realizem o exame de toque pelo menos uma vez por ano. Embora essa recomendação seja oficial, menos de 51% dos homens consultaram um urologista, segundo um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Urologia.

Câncer de próstata: mais comum do que se imagina

A próstata é uma glândula responsável pela produção de sêmen. Localizada logo abaixo da bexiga e em frente ao reto, esta pequena glândula que tem a forma de uma maçã envolve a porção inicial da uretra.

O câncer de próstata ocorre justamente quando as células cancerígenas se desenvolvem, formando um tumor. Além de afetar a próstata, em alguns casos essas células podem migrar para outras regiões do corpo, gerando as chamadas metástases.

O câncer de próstata é hoje um dos tipos de câncer mais incidentes entre os homens e o segundo que mais causa mortes, depois do câncer de pulmão. A cada 41 homens, pelo menos 1 morrerá de câncer de próstata.

Em geral, o câncer de próstata é diagnosticado em homens com cerca de 65 anos de idade, sendo mais raros os casos que acometem homens com menos de 40 anos. Embora seja uma doença grave, a maioria dos homens que tem a doença diagnosticada em estágio inicial não morrem por causa dela.

O câncer de próstata é uma doença silenciosa e lenta. Boa parte dos tumores leva anos para atingir cerca de 1 cm. Justamente por isso, na maior parte dos casos, os sintomas são imperceptíveis nos estágios iniciais da doença.

Sinais de alerta

Nos estágios mais avançados da doença, os sintomas podem ser diversos como:

– Ardência ou dor na hora de urinar

–  Jato fraco ao urinar

– Sensação constante de que a bexiga não se esvaziou completamente

– Dores na lombar e pélvis (abaixo dos testículos)

– Presença de sangue na urina ou no esperma

– Fortes dores corporais ou ósseas

– Insuficiência renal

– Dores no testículo

– Dor ao ejacular

– Disfunção erétil.

Os sintomas estão relacionados ao ato de fazer xixi, isso porque a próstata envolve a porção inicial da uretra.

Para prevenir o câncer de próstata, alimentação e exercícios são recomendados juntamente com menor consumo de álcool e cigarro.

Exame de toque: o que é e como funciona

O exame de toque retal é essencial para o diagnóstico do câncer de próstata. Ele dura cerca de 2 minutos, é indolor e não deixa qualquer tipo de sequela.

Mesmo assim, muitos homens temem o exame justamente porque o toque da próstata é feito pela penetração do ânus com aparelhos próprios, ou mesmo pelo dedo do urologista. Todo o procedimento é feito com luvas e lubrificante, para que não haja dor ou desconforto do paciente. Além do toque, também é necessário realizar um exame de sangue chamado de PSA, onde é medido um antígeno prostático específico.

Apesar do exame de sangue ser importante, o toque retal é responsável por mais de 20% dos diagnósticos. Exames adicionais como biópsia, ultrassom transretal e cintilografia também podem ser solicitados.

O diagnóstico precoce é extremamente importante para os casos de câncer de próstata, pois beneficia o tratamento e a cura.

Participe do Novembro Azul

Agora que você já conhece o movimento e sabe como não fugir dos exames, já pode aderir de vez!

Deixar o bigode crescer é o primeiro passo. Tirar aquela camiseta azul do guarda-roupa também é necessário. Pesquise, converse com especialistas e se informe mais sobre a sua saúde!

Chame os amigos e incentive-os a fazer o exame de próstata. E, claro, não fuja você também do urologista!

Por fim, apoie as instituições que levam a diante o Novembro Azul. Esta causa é importante e precisa ser levada como papo de homem, daqueles sérios!

Você participa do Novembro Azul? Então, deixe seu recado para outros caras que ainda não aderiram a causa!