A perda de um ou mais dentes pode causar danos que vão além da estética. Ficar sem os dentes prejudica a fala, a mastigação e pode fazer com que os dentes remanescentes se movimentem, prejudicando o alinhamento da arcada. Por isso, quando existe a perda de um dente é  importante a contribuição da prótese fixa.

A prótese, nada mais é do que a substituição do dente perdido por um dente artificial. Ela pode ser tanto fixa quanto móvel.

Embora ambos os modelos tenham finalidades específicas, vantagens e desvantagens, como já falamos aqui, hoje vamos tratar sobre algumas questões comuns da prótese fixa. Quer saber mais? Então, não deixe de acompanhar!

Como funciona a prótese fixa?

A prótese fixa é bastante conhecida pelos pacientes com o nome de “ponte” ou “coroa”. Ela pode ser tanto para um único dente, quanto para diversos dentes, dependendo do caso. Quando existe a perda de um dente por conta de um acidente, ou mesmo a inutilização em razão de uma cárie profunda, a prótese fixa pode ser implementada.

Prótese é implante?

Embora o implante dentário e a prótese fixa envolvam a reabilitação dentária do paciente, são técnicas bem distintas. No implante, a instalação do dente é feita a partir do osso da mandíbula, enquanto na prótese existe a instalação do dente a partir da instalação em dentes adjacentes.

Quando a prótese fixa é indicada

Sempre que existe a perda de um dente, a prótese fixa pode ser indicada. Porém, é necessário que o dentista avalie o caso para sugerir as melhores soluções. Para determinados pacientes, por exemplo, o implante pode ser melhor recomendado. O ideal é marcar uma consulta de avaliação e pedir o parecer do profissional, antes de tirar qualquer conclusão.

Como é feita a colocação de uma prótese fixa?

Para que a prótese se encaixe perfeitamente e fique alinhada com os demais dentes é necessário que haja um preparo. Caso os dentes já tenham sofrido movimentação, será necessário um realinhamento por meio de aparelhos, para que depois haja a instalação da prótese. Em alguns casos, o simples desgaste dos dentes suporte também pode ser necessário.

Como funciona a higienização?

Quando a prótese está bem-feita e bem encaixada na boca do paciente, o processo de higiene bucal é o mesmo. No caso das pontes fixas, alguns tipos de passadores de fios, escovas incidentais e jatos também são recomendados.

Quanto tempo dura uma prótese fixa?

A durabilidade de uma prótese fixa é alta, porém, os cuidados promovidos pelo paciente também influenciam. Além da higiene bucal, o paciente deve visitar o dentista regularmente a fim de promover o controle da prótese. Isso é o que garantirá sua longevidade.

Quais os benefícios de uma prótese fixa?

A prótese é extremamente vantajosa pois reestabelece a função dentária. Isso significa que além de mastigar melhor, o paciente pode melhorar a dicção e evitar que a movimentação dos dentes remanescentes acabe trazendo problemas de oclusão (mordida).

Além disso, o benefício estético é grande. Afinal, a perda de um dente pode mexer bastante com a auto estima, já que o sorriso é o nosso cartão de visitas.