Você já sentiu aquela dor de dente  e não consegue descobrir o motivo? Muitas vezes uma pequena fissura pode causar muita dor e comprometer o seu sorriso. Dente trincado é um problema recorrente nos consultórios odontológicos e precisa de atenção e tratamento adequado.

Nem sempre, o problema provoca dores ou sintomas. O que não significa que ele não pode trazer sérias consequências!  Um dente trincado quando não é tratado, nos casos mais graves, pode gerar até a perda do dente. Por esse motivo, é importante ficar atento à sensibilidade dos dentes e fazer visitas regulares ao dentista.

A higiene bucal adequada também é um ponto importante, que pode evitar o dente trincado. Afinal, como o acumulo de placa bacteriana acaba desgastando o esmalte, a falta de higiene também facilita o aparecimento de trincas.

Se você anda sentindo aquela dorzinha de dente, mas não sabe bem o que é? Então, confira o que é um dente trincado e não deixe de procurar logo o seu dentista!

O que é o dente trincado?

O dente trincado acontece quando existe uma rachadura no esmalte dentário, que pode ser aparente ou não. Dependendo do caso, a rachadura pode ser tão pequena que somente por meio de uma radiografia é possível identificá-la.

Pelo fato de que, muitas vezes, é difícil de enxergar a fissura, é importante estar atento quanto aos sinais que indicam a sua presença.

Normalmente, os molares costumam aparecer com trincas. Por isso, vale checar sempre esses dentes em suas visitas ao dentista. Além disso, sentir dor ou grande sensibilidade nos dentes também são sintomas comuns da presença de uma trinca. Se ao beber algo muito gelado ou quente você sente aquele desconforto, vale a pena buscar um dentista. 

Vale destacar que, no caso de dente trincado, o nível de dor pode variar. Se a rachadura for mais profunda, o incômodo pode ser bem maior. Já se a rachadura for pequena e superficial, ou seja, na parte mais externa do dente, a dor constuma ser bem menor.

Em casos mais sérios, a rachadura pode atingir a raiz do dente. Essa, sem dúvida, costuma ser a situação que mais gera queixa, por conta das fortes dores em pacientes.

Causas e as consequências do dente trincado

Uma das principais causas do dente trincado é o bruxismo. Essa desordem funcional caracterizada pelo ranger, ou apertar dos dentes com uma força excessiva, pode gerar pequenas trincas e também muita dor.

Alguns maus hábitos, como roer a unha ou morder alimentos duros (como balas, pirulitos ou gelo), por exemplo, também pode gerar trincas. Por último, o dente trincado também é comum em quem pratica exercícios físicos de contato. Quedas e golpes, que podem ocorrer na prática desses esportes, também causam as trincas.

Por fim, há também os fatores de risco que facilitam o aparecimento das rachaduras. Mordida desalinhada, restaurações dentárias com tamanho superior e até o tratamento de canal podem contribuir para as rachaduras. A falta de uma boa higiene bucal também facilita o aparecimento de rachaduras, uma vez que, a placa bacteriana costuma comprometer a resistência do esmalte.

Independentemente da causa, é fundamental comparecer ao dentista para identificar o problema e realizar o tratamento. Aqui vale destacar que, quanto mais cedo o problema for identificado, melhor!

Em diversos casos, quando o paciente adia a ida ao dentista, a fissura acaba aumentando e o risco de ocorrer uma inflamação aumenta sensivelmente.

Existe tratamento para o dente trincado?

Sim, já existem uma série de possibilidades para tratar o dente trincado. Porém, é essencial consultar o dentista que você confia, pois só ele poderá avaliar o caso específico e indicar o melhor tratamento.

De modo geral, os tratamentos para dente trincado envolvem:

  • utilizar um adesivo dental para preencher a fissura;
  • fazer uma coroa, espécie de capa para restaurar e proteger o dente;
  • fazer um tratamento de canal, retirando o pedaço afetado;
  • colocar um implante, ou seja, um dente que imita o natural.

Geralmente, se a trinca for nos dentes frontais e muito superficial, o adesivo costuma ser o tratamento mais indicado. Caso a fissura tenha atingido a raiz, a polpa ou a gengiva, o dentista pode optar por uma coroa, tratamento de canal ou implante dental.

Ainda é possível  que, depois da avaliação, o dentista opte por não fazer nenhuma intervenção, mas apenas o acompanhamento. Isso acontece principalmente se a fissura for muito superficial e não causar problemas ou dores.

Agora, se tiver mais dúvidas sobre dente trincado, escreve para a gente na área de comentários!  E não deixe de conferir também o post sobre quanto custa um tratamento de canal!