Dente quebrado nossos planosNão é de hoje que as pessoas sofrem acidentes que geram trauma dental, e se deparam com a seguinte questão, o que devo fazer com o dente quebrado? E se eu tiver que prestar o primeiro atendimento a uma pessoa, como devo proceder?

O traumatismo dental tem maior incidência em crianças em idade escolar, principalmente em meninos. Porém, os acidentes que geram o trauma dental ocorrem a todo o momento, com qualquer indivíduo, independentemente da idade. Reunimos a seguir, algumas condutas que podem ser realizadas por uma pessoa comum, ao se deparar com este tipo de acidente.

Primeiros socorros para dente quebrado

Primeiramente, acalme o acidentado, avalie a integridade física dele, limpe as escoriações do rosto e boca com gazes ou pano limpo e úmido.  Se possível, coloque gelo sobre a região.

Em um segundo momento, verifique se o dente soltou-se completamente da boca (avulsionou), intruiu (entrou completamente para dentro do osso), ou se somente quebrou. Neste momento é importante saber se o dente em questão é decíduo (de leite) ou permanente. Se ele soltou da boca e for um dente permanente, segure-o pela região da coroa, evitando ao máximo tocar na raiz. Lave-o em água corrente para desinfectar e em seguida, caso sinta-se seguro, reensira-o no osso.

Leve a pessoa prontamente a um ambulatório mais próximo, que tenha um cirurgião-dentista para o atendimento. A reinserção não deve ser feita com dente de leite, sob o risco de lesar o dente permanente que está por vir. Todo este processo não pode exceder 40 minutos, pois é o tempo máximo que o dente “suporta” antes de entrar em degradação.

Se você não se sentir seguro para reinserir o dente no osso, armazene-o em um pote com leite e, da mesma forma, leve a pessoa ao pronto atendimento. Outra opção seria armazenar na própria boca, em contato com a saliva, mas levando-se em conta o estado emocional da pessoa acidentada e o risco de ocorrer um engasgamento com o dente, a melhor opção é o leite.

Se este dente intruiu, somente limpe as escoriações e leve a pessoa imediatamente ao dentista. Nos casos de quebra, procure o fragmento que soltou, lave-o em água corrente e leve-o, armazenado também em leite, até o dentista.

Como o dentista deve agir em casos de trauma dental?

Nos casos de fratura, o dentista avaliará a possibilidade de reaproveitar o fragmento colando-o no restante do dente ou refazendo a parte quebrada com resina composta. Dependendo da altura da quebra, pode ser necessário o tratamento de canal e a realização de coroas de porcelana.

Nos casos de reinserção do dente, já é preconizado o tratamento de canal imediato, a contenção do dente e acompanhamento radiográfico para verificar se estabilizará em boca. Já nas intrusões, o acompanhamento radiográfico é de suma importância para avaliar se o dente irromperá novamente ou se será necessário uma cirurgia para a remoção do dente e os possíveis danos ao permanente, em casos de intrusão de decíduos.

Nos dentes de leite avulsionados, o dentista poderá somente fazer um acompanhamento radiográfico ou optar por um aparelho mantenedor de espaço, para evitar que os dentes fechem o espaço e “tranquem” o permanente.

Quais os danos de um dente quebrado?

Além da dor e desconforto, o trauma dental pode causar infecções e lesões. Por isso a importância de um atendimento especializado para avaliar a integridade física da pessoa.

Nos casos da reinserção do dente no osso, a pessoa precisa estar com a vacina antitetânica em dia. Os prejuízos do traumatismo dental podem ser a alteração de cor do dente, mobilidade e reabsorção óssea e dental. Em casos de intrusão do dente e pela própria batida, pode haver consequências também para o permanente, como irromper quebrado, com uma macha hipoplásica ou até mesmo demorar para irromper por conta de uma anquilose (perda do ligamento periodontal do dente).

Somente o cirurgião-dentista definirá a melhor conduta a ser tomada em relação à estrutura da boca. Então não deixe de levar a pessoa acidentada ao dentista.

A Dentalprev é um plano odontológico que conta com profissionais especialistas altamente qualificados e atualizados, cada um com sua especialidade para o seu atendimento personalizado. Atende nas áreas de Odontopediatria, Endodontia (tratamento de canal), Periodontia (tratamento das gengivas e osso de suporte dos dentes), Cirurgia, Ortodontia e Radiologia.

 Você já presenciou algum acidente com trauma odontológico? Como você agiu? Conte para gente a sua experiência!