Contratar um convênio odontológico, quando a questão é preço, deixou de ser um problema para a maioria das pessoas. Com valores acessíveis e um bom custo benefício, os convênios odontológicos ganharam o mercado e, atualmente, é possível encontrar planos para todos os perfis e tamanhos de bolso.

Além disso, como forma de beneficiar seus funcionários, muitas empresas vêm oferecendo coberturas com valores bastante atrativos, o que torna o convênio odontológico uma alternativa ainda mais popular.

Porém, preço não é o único fator a ser considerado na hora de contratar um convênio odontológico. É necessário avaliar a rede credenciada, a especialidade de seusprofissionaise até a regularidade do convênio perante os órgãos responsáveis.

Outra dica é considerar quais são as suas necessidades enquanto consumidor, avaliando se os tratamentos e procedimentos oferecidos nas coberturas são aqueles que você precisa.

Muitas vezes, pagando um pouco a mais, é possível evitar inúmeras dores de cabeça relativas à tratamentos odontológicos mais específicos.

Se você está prestes a contratar um convênio odontológico, mas tem dúvidas sobre como escolher, não deixe de conferir o post que elaboramos para você!

Planos individuais ou empresariais?

Muitas empresas oferecem aos seus colaboradores um plano odontológico como forma de benefício. Estes planos, no entanto, costumam ter uma cobertura limitada pelo próprio contrato celebrado entre o empregador e a operadora do convênio. Justamente por isso, nem sempre a cobertura oferecida contempla os tratamentos odontológicos pretendidos pelo consumidor.

Assim, se você possui um plano da sua empresa, cheque qual a cobertura oferecida e avalie se um plano individual não seria uma opção melhor. Lembre-se que, muitas vezes, pagando um pouco mais, a cobertura pode ser bem mais vantajosa.

Avaliando a cobertura

Outro ponto que deve ser analisado antes de se escolher um convênio odontológico é a cobertura oferecida. Todos os planos devem contar com procedimentos básicos definidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que totalizam atualmente mais de 80. Em geral, procedimentos como limpeza, tratamento de gengiva e canal, restauração e extração são cobertos. Apenas os procedimentos estéticos e ortodônticos (aparelhos) são contemplados por coberturas especiais.

Porém, uma boa análise prévia da cobertura nunca é demais. Antes de fechar com a operadora, avalie quais são os procedimentos cobertos e se estão de acordo com as suas necessidades.

Carência

Alguns convênios odontológicos estabelecem um prazo de carência que pode ser de 180 dias, no caso de procedimentos mais complexos, e 24 horas para procedimentos simples, como uma consulta, por exemplo.

Procure analisar qual o prazo de carência do convênio odontológico. Muitas vezes priorizar períodos de carência mais curtos podem ser uma boa opção.

Rede credenciada

Qual o número de profissionais, clínicas e consultórios contemplados pelo convênio odontológico que você pretende contratar? Seu convênio possui profissionais especialistas em determinadas áreas da odontologia? E os laboratórios, também fazem parte da rede de estabelecimentos credenciados? Essas são perguntas fundamentais a serem feitas antes de se fechar o contrato do convênio.

Analise também quais cidades estão cobertas pelo plano. Os convênios odontológicos costumam oferecer planos regionais e nacionais, sendo que os últimos costumam ser mais caros. Avalie as suas necessidades e compare.

Se você já possui um profissional de confiança, verifique se ele é credenciado da rede e se o custo benefício do convênio compensa considerando a qualidade da rede credenciada.

Veja um exemplo da rede credenciada da Dentalprev:

convênio odontológico

Regularidade do convênio odontológico

Para que a operadora do convênio odontológico realize suas atividades de forma regularé preciso estar credenciada junto à ANS. Por isso, antes de fechar o contrato, verifique no site da ANS se a operadora do convênio odontológico está regular e habilitada para atuar no mercado.

Para fechar um bom contrato e adquirir o convênio ideal para as suas necessidades, mais do que o preço, analise a rede credenciada, o tipo de cobertura e as condições dos serviços prestados. Isso pode garantir não apenas uma boa saúde bucal, mas também uma ótima escolha financeira.

Tem dúvidas sobre como escolher o seu convênio odontológico? Deixe seus comentários abaixo. E agora que você tem todos os elementos para avaliar os convênios odontológicos, não deixe de consultar a DentalPrev para conhecer planos e condições especiais para toda a família. Entre em contato e confira!