Problemas com o tamanho dos maxilares podem trazer desconfortos que vão desde a parte estética, até dores nas articulações e problemas na mordida. Quem possui o famoso “queixo para trás” deve buscar um cirurgião dentista para conhecer os benefícios da cirurgia ortognática.

Apesar do nome, que assusta um pouco, a cirurgia ortognática é um procedimento bastante eficaz na hora de modificar a posição dos maxilares.

Além de melhorar a estética do paciente, a cirurgia ortognática é capaz de melhorar a mordida, a respiração e eliminar as dores nas articulações decorrentes do tamanho dos maxilares. Para conhecer mais sobre esse procedimento e tirar algumas dúvidas, vale a pena conferir!

Quem deve buscar a cirurgia ortognática?

Alguns pacientes possuem o queixo muito para frente, outros, muito para trás. Isso ocorre devido às alterações no crescimento ósseo dos maxilares. Para esses casos, o tratamento mais indicado é a cirurgia ortognática.

A cirurgia ortognática também é recomendada para pacientes que sofreram algum tipo de trauma, que causou o deslocamento ou mesmo prejudicou o posicionamento dos maxilares.

Neste procedimento, existe uma correção da posição dos maxilares. O cirurgião dentista promove uma espécie de soltura e depois uma nova fixação a partir de placas de titânio.

Em alguns casos, também é recomendado a colocação de prótese. Porém, esses casos são a minoria. O ideal é utilizar os próprios ossos maxilares do paciente e corrigir o posicionamento a partir das placas de titânio.

Qualquer paciente pode realizar?

Por se tratar de um tratamento cirúrgico, onde os ossos dos maxilares já estejam formados, o ideal é ter mais de 17 anos para realizar a cirurgia ortognática. Antes de realizar o procedimento, no entanto, o cirurgião dentista irá promover uma série de exames detalhados para avaliar a situações a as condições do paciente.

Vou ficar com cicatrizes?

Uma das maiores preocupações dos pacientes que precisam, ou querem realizar este tipo de cirurgia, diz respeito a cicatrizes. Porém, neste sentido, o paciente não precisa se preocupar. Isso porque a cirurgia ortognática é feita na parte interna da boca, sem cortes no rosto.

É preciso usar aparelho fixo antes da cirurgia ortognática?

Para pacientes que possuem os dentes tortos, desalinhados ou com diferentes alturas, é necessário usar o aparelho fixo antes, para corrigir este problema.

A correção da posição dos dentes antes da cirurgia é necessária, já que com os dentes desalinhados fica mais difícil fazer o encaixe correto dos maxilares.

O pós-operatório é dolorido?

Isso, naturalmente, depende da sensibilidade para a dor do paciente. Em geral, o pós-operatório da cirurgia ortognática não é dolorido, porém, o paciente enfrenta-rá uma dose de inchaço e um repouso mínimo de 20 dias.

Deformações na face decorrentes do tamanho dos maxilares costumam gerar inúmeros desconfortos. Por isso, vale a pena buscar um cirurgião dentista se você se sente incomodado com o tamanho dos seus maxilares.  A cirurgia ortognática auxilia na mastigação, respiração e bem-estar do paciente, trazendo mais qualidade de vida.