Saiba como escolher o plano odontológico para sua empresa

Na hora de escolher um plano odontológico para sua empresa, é importante avaliar não apenas a cobertura, mas a operadora e as condições do contrato. Os indicadores de produtividade de uma empresa estão diretamente ligados ao bem estar de seus funcionários. Oferecer um plano odontológico assegura bons níveis de satisfação, proporcionando mais comprometimento e envolvimento, além de contribuir para a diminuição de taxas de rotatividade e absenteísmo dentro das organizações. Contar com um plano odontológico para seus funcionários demonstra a preocupação com a qualidade de vida, aumentando assim a motivação interna. Esse tipo de benefício também pode ser um diferencial na hora de atrair e contratar profissionais qualificados para o seu time. Gestores que pensam em contratar um plano odontológico empresarial precisam estar atentos a alguns aspectos que podem fazer a diferença na hora de escolher a cobertura ideal capaz de trazer satisfação aos seus colaboradores e consequentemente à empresa.

Por que um empreendedor deve contratar um plano odontológico?

Contratar um plano odontológico para a sua empresa pode ter muitos benefícios que vão além de proporcionar um sorriso saudável para os seus funcionários e, consequentemente, seu bem estar no trabalho. De maneira geral, os planos odontológicos possibilitam acessibilidade a bons tratamentos, além de favorecerem a prevenção de problemas mais graves. Por meio dos planos, muitas pessoas podem realizar visitas frequentes ao dentista, recebendo assim os cuidados necessários e também evitando problemas futuros com os dentes. Desta forma, os planos odontológicos estão se mostrando um eficiente benefício trabalhista, podendo inclusive serem ampliados para atender as famílias dos funcionários. Atualmente, a Agência Nacional de Saúde (ANS) dispõe de uma regulamentação determinando o rol mínimo a ser contemplado pela cobertura de um plano. Além disso, o próprio plano poderá oferecer uma cobertura adicional. De toda forma, os planos disponibilizam consultas e tratamentos sem limites, desde que seja cumprido o período de carência determinado

Como descobrir se preciso de tratamento de canal

A endodontia ou tratamento de canal é uma das ramificações da odontologia que trata as doenças e lesões que afetam a polpa (nervo) do dente. O tratamento de canal se faz necessário: 1 – Quando a cárie destrói o esmalte e a dentina, atingindo a polpa do dente, que fica inflamada ou infeccionada. Durante este processo, o dente torna-se bastante sensível, evoluindo para estágio de dor aguda (pulpite) podendo ou não ter inchaço; 2 – Quando há degeneração avançada (morte da polpa). Muitas vezes não tem mais sinal de dor, mas como há infecção e normalmente formação de lesão; 3 – Nos casos de trauma dental, dependendo da intensidade, a polpa entra em colapso e morte, e há alteração de cor (o dente geralmente fica escurecido); 4 – Em casos de fratura dental com exposição do nervo; 5 – Quando o dente está com a estrutura destruída e necessita a

Quanto um plano odontológico pode trazer de economia?

Ninguém gosta de sentir dor, muito menos quando ela chega inesperadamente no meio da noite, situação comum quando o assunto é dor de dente. A verdade é que na maioria das vezes esse é um mal que pode ser evitado com a ida regular ao dentista. Porém, o alto custo das consultas, tratamentos e materiais podem tornar essa rotina pesada demais para o orçamento doméstico, a menos que você tenha um plano odontológico. Nesse caso, em vez de gastar, você vai poupar dinheiro. Economia com plano odontológico na ponta do lápis Para quem tem um plano odontológico, a economia no orçamento pode ser notada na ponta do lápis. Basta fazer as contas: um tratamento de canal não sai por menos que R$ 360,00, mas é gratuito se você tem um plano odontológico familiar da Dentalprev, por exemplo, que custa R$ 36,50, e menos ainda se você é servidor público, que

Com que frequência devo visitar o dentista?

[imageframe lightbox=”no” lightbox_image=”” style_type=”none” bordercolor=”” bordersize=”0px” borderradius=”0″ stylecolor=”” align=”none” link=”” linktarget=”_self” animation_type=”0″ animation_direction=”down” animation_speed=”0.1″ hide_on_mobile=”no” class=”” id=””] [/imageframe][separator style_type=”none” top_margin=”30″ bottom_margin=”” sep_color=”” border_size=”” icon=”” icon_circle=”” icon_circle_color=”” width=”” alignment=”center” class=”” id=””][fusion_text]As consultas com o dentista são indispensáveis para manter um sorriso bonito e a saúde bucal em dia. Mas com que frequência este profissional deve ser visitado? Antes de responder a esta pergunta, é importante avaliar cada caso individualmente. Quem usa aparelho, por exemplo, precisa marcar consultas com mais frequência. Já quem vai ao dentista apenas para fazer check-up e para garantir que está tudo bem com os dentes e com as gengivas, pode fazer menos visitas ao dentista. De modo geral, são necessárias pelo menos duas consultas anuais. Saiba mais sobre o assunto! De quanto em quanto tempo ir ao dentista Existem muitos bons motivos para manter as visitas à clínica odontológica em dia. Os exames feitos durante a consulta ajudam

Vale a pena contratar um plano odontológico?

[separator style_type=”none” top_margin=”30″ bottom_margin=”” sep_color=”” border_size=”” icon=”” icon_circle=”” icon_circle_color=”” width=”” alignment=”center” class=”” id=””][fusion_text]Ir ao dentista não é exatamente um passeio agradável. No entanto, cuidar da saúde bucal é necessário. Por isso, considerar se vale a pena contratar um plano odontológico deve ser uma prioridade em termos de saúde. E já que não podemos escapar do dentista, tanto melhor se as idas forem periódicas e com a intenção de prevenir problemas bucais, fazer uma limpeza nos dentes e verificar se está tudo certo com dentes e gengivas. Além de manter um sorriso bonito e simpático, cativar novos amigos e conquistar, inclusive, melhores empregos, cuidar dos dentes pode também prevenir doenças mais graves como a endocardite – infecção cardíaca que pode ser adquirida pelas bactérias que deixam a boca e invadem a corrente sanguínea chegando ao coração. E para quem gosta de manter o orçamento em dia e não deseja ter surpresas desagradáveis com a conta bancária sempre que for necessário ir