Afta: o que é e como tratar e prevenir esse problema

Muitas pessoas sofrem desse mal, aftas são feridas em geral muito dolorosas que se formam na parte interna da boca e costumam se desenvolver a partir de pequenas lesões já existentes. Tentando sarar o local, células de defesa migram até ali e acabam despertando uma reação inflamatória exagerada daí o inchaço e a dor.

Em grande maioria as aftas são mais comuns na área interna das bochechas, na língua ou na porção logo abaixo dela. Sua característica mais notável é a cobertura úmida e branca no topo da ferida.

Hoje temos dois tipos do problema. A que chamamos afta menor responde por 90% dos casos, é pequena (de 2 a 8 milímetros) e dura até duas semanas. Já a afta maior, menos incidente, mede pelo menos 1 centímetro e pode demorar até dois meses para ir embora.

Não sabemos ainda muito bem a origem das aftas nem por que elas pipocam com frequência em algumas pessoas e raras vezes em outras. Alguns especialistas acreditam que o estado da imunidade e a acidez excessiva na boca contribuem para o seu aparecimento.

O diagnóstico

Hoje um simples exame físico no dentista ou no médico dá a certeza de que se trata de afta. Temos que cuidar é quando o problema demora a ir embora, aparece com frequência ou leva a complicações, como infecções por bactérias, recomenda-se procurar apoio especializado. A avaliação clínica é importante para vasculhar se existe algum distúrbio (imunológico, digestivo…) por trás das aftas.