Tudo o que você precisa saber sobre enxaguante bucal

O enxaguante bucal não substitui uma boa escovação e o uso do fio dental. Porém, ele é um grande aliado para a higiene bucal perfeita. Na hora de escolher o melhor enxaguante bucal, peça orientação do seu dentista. O ideal é buscar produtos sem álcool e que sejam efetivos na eliminação das bactérias. Muitos enxaguantes servem apenas para dar aquela sensação de refrescância na boca, mas não possuem ação efetiva contra a placa bacteriana. Além de encontrar o enxaguante ideal, que elimina o mau hálito, previne doenças e infecções, é preciso utilizá-lo diariamente. Saiba mais porque o enxaguante bucal é importante e como ele contribui para um sorriso mais saudável! 1. Diminui a incidência de bactérias nocivas O enxaguante bucal, como explicamos, não substitui a escovação nem o uso do fio dental. No entanto, quando usado juntamente com eles, ele ajuda a combater a placa bacteriana. O acumulo de placa

Dentes caírem é normal?

Somente os dentes de leite, também chamados de decíduos, devem cair. Isso acontece por volta dos 5 ou 6 anos da criança e, nessa fase, é comum haver a troca de dentição. Porém, os dentes permanentes devem durar a vida toda. Para que os dentes permanentes não caiam, uma boa higiene bucal é fundamental. Dentes saudáveis nos acompanham até a terceira idade, auxiliando nas funções da fala, mastigação e deglutição. Pra saber mais porque os dentes caem e como evitar que isso aconteça, não deixe de conferir! Por que os dentes caem? O principal motivo que leva os dentes a caírem é a falta de higiene bucal. Problemas como as cáries e a doença periodontal, que podem ter a queda dos dentes como consequência, são evitadas com uma boa higiene bucal. As visitas periódicas ao dentista também são importantes. Afinal, somente um profissional pode identificar o problema em seu estágio

Quais são os tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir?

Muita gente acredita que o torna um plano odontológico mais atrativo do que o outro é a cobertura oferecida. Essa ideia não é de todo equivocada. Porém, o que muita gente não sabe é que todo plano conta com alguns tratamentos odontológicos obrigatórios. A Agência Nacional de Saúde (ANS) possui uma lista contendo o rol mínimo de tratamentos que um plano odontológico deve atender. E, para saber quais são esses tratamentos, não deixe de conferir! Tratamentos que todo plano odontológico deve cobrir Como explicamos, a ANS dispõe de uma lista de todos os tratamentos que devem ser cobertos minimamente por qualquer plano odontológico. Abaixo, vamos listar alguns. Procedimentos de diagnóstico Todo plano odontológico deve cobrir tanto a consulta inicial quanto o exame histopatológico. A consulta inicial é o primeiro contato do paciente com o dentista. Nela, o dentista vai conversar com o paciente, examiná-lo, identificar seu problema e fazer um

Escassez de saliva? Preste atenção na eliminação da placa!

Sabe aquela sensação de boca seca? Ela é provocada quando as glândulas salivares produzem pouco ou nenhuma saliva. Também conhecida como xerostomia, a escassez de saliva merece atenção. Isso porque, a saliva ajuda na eliminação da placa e também na proteção dos dentes contra as cáries. Para saber mais porque a escassez de saliva surge e o que fazer para proteger seus dentes, não deixe de conferir! A importância da saliva Normalmente, uma pessoa produz diariamente cerca de 1 litro de saliva. A saliva contém sais minerais, aminoácidos e enzimas que ajudam na digestão dos alimentos, além de controlar a proliferação de bactérias. Embora a saliva não substitua a higiene bucal diária, ela tem um papel importante na eliminação da placa bacteriana, auxiliando na proteção dos dentes contra as cáries. Quando uma pessoa não produz saliva suficiente, ela acaba tendo dificuldades de engolir, os lábios ficam secos e rachados e

Novembro azul: o que é e como participar?

Segundo as estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), entre 2018 e 2019 cerca de 68.220 novos casos de câncer de próstata devem ser diagnosticados. Este tipo de câncer é comum entre homens e representa a segunda maior causa de morte. Embora os números sejam um alerta, muitos evitam de fazer os exames, que costumam ser alvo de piadas e preconceito. Para mudar aquele papo de que “exame de toque não é coisa de macho”, surgiu o Novembro Azul. Este é um movimento dedicado a conscientizar os homens sobre a importância de cuidar da própria saúde e também prevenir este tipo de câncer. A Dental Prev acredita que a saúde deve ser tratada de forma integral e não se restringir apenas à saúde bucal. Para dar aquela forcinha para os homens, preparamos um post exclusivo para você entender o que é o Novembro Azul e como participar! Para saber mais,

Escova de dentes elétrica: vale a pena?

Escovar os dentes de forma correta é a base para ter um sorriso saudável. A escolha da escova adequada faz toda a diferença e pode evitar problemas sérios como a retração gengival. Na hora de escolher o melhor modelo, no entanto, é comum ter dúvidas! Afinal, o que não faltam são tipos diferentes. A escova elétrica é conhecida por ser mais cara do que os modelos convencionais. Porém, será que a escova de dentes elétrica vale a pena? Para saber se vale ou não o investimento, não deixe de conferir! Escova de dentes elétrica X escova manual Segundo um levantamento realizado pela Associação Dental Americana  tanto a escova manual quanto a escova de dentes elétrica são eficazes na remoção da placa bacteriana. Porém, cada uma delas conta com vantagens e desvantagens próprias que podem representar mais benefícios dependendo de quem usa. Vantagens da escova de dentes elétrica A escova de

Harmonização Orofacial: conheça o tratamento estético para alinhar o seu sorriso

Após o fim de um tratamento ortodôntico, o paciente consegue ter os dentes perfeitamente alinhados. No entanto, isso não significa que o novo sorriso está em harmonia com a face. Para quadros como estes, a harmonização orofacial pode ser a solução. Esse tratamento, que é composto por diversas técnicas, vem ganhando cada vez mais espaço nos consultórios odontológicos em razão dos resultados. Para quem tem dentes alinhados, mas ainda não conquistou aquele bonito sorriso, vale a pena conferir o que é e como funcionam as técnicas da harmonização orofacial! O que é harmonização orofacial? A harmonização orofacial é um tipo de tratamento que visa equilibrar as questões funcionais com a estética da face. Por meio de técnicas específicas e procedimentos, o cirurgião dentista corrige algumas imperfeições que acabam afetando o resultado estético do sorriso. Aplicação de toxina botulínica, ácido hialurônico e até a bichectomia são alguns exemplos de procedimentos que

Como escolher a melhor escova de dentes para você?

Quem nunca entrou em um supermercado ou uma farmácia e se deparou com a seguinte dúvida: “E, agora? Qual escova de dentes escolher?”. São tantas as opções que muita gente fica perdida na hora da escolha da escova de dentes. Se você tem dúvidas sobre como achar o modelo ideal para você, vale a pena conferir! Qual a importância da escolha da escova de dentes Muita gente acredita que escovas de dente são todas iguais. Porém, não são! Dependendo do tipo de gengiva, tamanho da boca e até das necessidades do indivíduo, alguns modelos são mais recomendados. A escolha do modelo errado pode prejudicar a correta higienização e até gerar a retração gengival, um problema cada dia mais comum nos consultórios odontológicos. Para fazer a escolha da escova de dentes certa, é essencial ficar atento à alguns detalhes! Cerdas As cerdas são responsáveis pela remoção de toda sujeira entre os

Afta: o que é e como tratar e prevenir esse problema

Muitas pessoas sofrem desse mal, aftas são feridas em geral muito dolorosas que se formam na parte interna da boca e costumam se desenvolver a partir de pequenas lesões já existentes. Tentando sarar o local, células de defesa migram até ali e acabam despertando uma reação inflamatória exagerada daí o inchaço e a dor. Em grande maioria as aftas são mais comuns na área interna das bochechas, na língua ou na porção logo abaixo dela. Sua característica mais notável é a cobertura úmida e branca no topo da ferida. Hoje temos dois tipos do problema. A que chamamos afta menor responde por 90% dos casos, é pequena (de 2 a 8 milímetros) e dura até duas semanas. Já a afta maior, menos incidente, mede pelo menos 1 centímetro e pode demorar até dois meses para ir embora. Não sabemos ainda muito bem a origem das aftas nem por que elas pipocam

Herpes labial, o que pode causar?

Herpes labial na maioria das vezes é causado pelo vírus HSV-1, mas também pode ser pelo HSV-2. Esse contágio ocorre pelo contato direto com pessoas infectadas ou suas secreções. Logo após a infecção, as lesões podem ser desencadeadas por quedas na imunidade, estresse ou ingestão de alguns alimentos. Algumas pessoas já são portadoras do vírus, mas não manifestam sintomas. Assim é possível que o agente infeccioso pode ficar na maioria das vezes inativo no organismo por um longo período. E quando algum fator desperta esse vírus ela pode aparecer a herpes simples, as feridas ocorrem na região dos lábios, boca e até garganta. Transmissão A transmissão deste vírus da herpes simples ocorre de algumas maneiras, pelo contato direto com a pessoa infectada ou com a saliva dela. Tocar, beijar, fazer sexo sem proteção, compartilhar copos e talheres são formas de contrair o agente infeccioso. Esse vírus tem um contágio muito maior quando